domingo, 22 de setembro de 2013

Haddad sanciona uso do 'Minha Casa' em urbanização de favelas

Com nova lei, associações e moradores podem solicitar regularização. 
Proposta tramitava desde 2010 na Câmara de São Paulo.


O prefeito Fernando Haddad (PT) sancionou nesta quinta-feira (25) a lei 15.720 que prevê a regularização fundiária de interesse social na cidade de São Paulo de acordo com  o programa federal "Minha Casa, Minha Vida".

O projeto torna possível conceder financiamento desse programa para urbanizar e regularizar loteamentos precários, pavimentar ruas, criar rede de água e esgoto ou rede de iluminação.
O texto proposto em 2010 pelo vereador José Police Neto (PSD) teve apoio na época do atual secretário municipal das Subprefeituras, Chico Macena, e dos então vereadores Cláudio Prado (PDT) e Claudio Fonseca (PPS).
Police estima que a lei de regularização fundiária atenda mais 3 milhões de pessoas, principalmente em bairros como São Mateus, Jaçanã, Tremembé, Guaianases, São Miguel Paulista, Perus, Anhanguera, Pirituba e Jaraguá, que concentram posses sem registro da terra.
O texto também prevê a possibilidade de a Prefeitura emitir título de posse ao morador de um loteamento irregular que pode ser convertido após cinco anos em título de propriedade nos casos de áreas ocupadas há mais de cinco anos de forma pacífica, imóveis situados em zonas especiais de interesse social e áreas públicas declaradas de interesse para implantação de projetos de regularização fundiária de interesse social.
A partir da promulgação da lei, o processo de regularização pode ser solicitado por moradores ou entidades que os representam como cooperativas e associações de moradores. Atualmente, somente o poder público pode solicitar processos de regularização.

Publicado em: 25/04/2013 12h23 - Atualizado em 25/04/2013 12h32

A partir dos seus conhecimentos e interpretação, responda os seguintes desafios:

  1. Existe habitação para todos no Brasil? 
  1. Quais soluções a população geralmente busca para solucionar seu problema de moradia? 
  1. Que lei foi sancionada pelo prefeito de São Paulo segundo a noticia? 
  1. O projeto “Minha Casa, Minha Vida” constantemente divulgado pela Caixa Econômica Federal sua criadora, pode realmente solucionar os problemas de habitação no país? Justifique sua resposta.

Prefeitura de Porto Alegre não vê problemas em acordo com OAS

Para o MP-RS, empreiteira descumpriu acordo para construção da Arena.
Em nota, município diz que pretende demonstrar que a tramitação é legal.


A Prefeitura de Porto Alegre vai demonstrar, através de documentos, que a tramitação do acordo com a construtora OAS para a construção da Arena do Grêmio no Bairro Humaitá, é “regular” . Em nota oficial, o município reagiu após a divulgação nesta quinta-feira (17) de um inquérito do Ministério Público do Rio Grande do Sul sobre possível descumprimento por parte da empreiteira.
"A Prefeitura de Porto Alegre prestará todas as informações necessárias para esclarecer os fatos que já são públicos, bem como disponibilizará os documentos que demonstram a regular tramitação do processo no âmbito municipal", diz a nota.
Segundo a Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público, a empresa teria se comprometido a realizar obras de melhorias de infraestrutura no entorno da Arena, em troca de licenciamento ambiental para o empreendimento. Como o acordo não teria sido cumprido, a prefeitura de Porto Alegre acabou assumindo compromissos que seriam da OAS.
O texto afirma que a Arena é um empreendimento da cidade, e não apenas do clube, e que a prefeitura entende que esta postura é a mais adequada para empreendimentos do porte do estádio.
A reportagem entrou em contato e aguarda o posicionamento da construtora.

 

Disponível em: < http://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2013/01/prefeitura-de-porto-alegre-nao-ve-problemas-em-acordo-com-oas.html> Publicado em: 18/01/2013 11h13 - Atualizado em 18/01/2013 11h13

A partir dos seus conhecimentos e interpretação, responda os seguintes desafios:

  1. Você acha correto a prefeitura de Porto Alegre liberar o licenciamento ambiental a construtora em troca de melhorias no entorno do estádio? Justifique sua reposta. 
  1. A valorização da área ao redor do estádio pode beneficiar os moradores da região? Justifique sua reposta.
  1. A responsabilidade de urbanizar projetos deste porte deve ser da prefeitura ou das empresas? Por quê?

Prefeitura de Urussanga desenvolve programa para evitar êxodo rural

Projeto é realizado em parceria com a Epagri no Sul de Santa Catarina.
80% dos jovens da região deixam a agricultura para trabalhar na cidade.


A Prefeitura de Urussanga, em parceria com a Epagri, está desenvolvendo um projeto para tentar reduzir o êxodo rural do município localizado no Sul de Santa Catarina. De acordo com Zeni Ferreira de Oliveira, diretora de projetos do Centro de Desenvolvimento do Jovem Rural de Lauro Muller (Cedejor), cerca de 80% dos jovens da região sul deixam a agricultura para trabalhar na cidade.
No programa proposto, os responsáveis pelo projeto procuram desenvolver o trabalho mostrando que é possível empreender e ter sucesso no campo. “Nós desenvolvemos projetos e programas para mostrar que é possível sim ser empreendedor na área rural. E não é só na área da agricultura, ele pode, por exemplo, montar um salão de beleza na comunidade onde mora, por exemplo”, destaca Zeni.
O produtor rural Pedro Milak é um exemplo do projeto desenvolvido em Urussanga. Há sete anos, quando o jovem concluiu o Ensino Médio, foi trabalhar em uma fábrica fora da cidade. "A minha mãe não queria que eu trabalhasse na lavoura, dizia que a vida de agricultor é muito difícil", disse. Porém, a experiência na indústria durou pouco tempo, apenas oito meses. Passado esse tempo, Pedro deixou a fábrica e voltou a trabalhar na lavoura da família. "A rotina é difícil, pois tem dias em que trabalho até às 22h. Mas estou feliz. Sou dono do meu negócio e hoje não troco esta vida por nada”, finalizou o jovem agricultor.

Disponível em: http://g1.globo.com/sc/santa-catarina/noticia/2013/07/prefeitura-de-urussanga-desenvolve-programa-para-evitar-exodo-rural.html> Publicado em: 23/07/2013 20h32 - Atualizado em 23/07/2013 20h32

 

A partir dos seus conhecimentos e interpretação, responda os seguintes desafios:

  1. O que é êxodo rural?
  1. O que motiva as pessoas saírem do campo e irem para as cidades?
  1. Segundo a noticia como é possível empreender?

Chuva de granizo surpreende Campo Grande na tarde deste domingo

Imagens foram registradas em clube de campo do bairro Moreninhas.
Previsão do Inmet para este domingo era apenas de ventos com rajadas.

 

Por alguns minutos, uma chuva de granizo atingiu vários bairros de Campo Grande, na tarde deste domingo (8). Após dias de calor, a população foi surpreendida com a chuva que durou cerca de apenas uma hora.
No clube de campo da Associação dos Servidores da Secretaria Executiva de Fazenda do estado (Assefaz), no bairro Moreninhas, imagens do momento em que o granizo caía foram registrados por frequentadores do local.

 

A previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) para este domingo era de ventos moderados com rajadas e temperatura mínima de 20°C, mas não havia previsão de chuvas.
Conforme divulgado no portal do Inmet, na segunda-feira (9) o clima deve permanecer semelhante, parcialmente nublado e temperatura máxima de 33°C e mínima de 19°C.

Disponível em: < http://g1.globo.com/mato-grosso-do-sul/noticia/2013/09/chuva-de-granizo-surpreende-campo-grande-na-tarde-deste-domingo.html> Publicado em: 08/09/2013 18h50 - Atualizado em 08/09/2013 18h50

 

A partir dos seus conhecimentos e interpretação, responda os seguintes desafios:

 

1.        Está noticia diz respeito ao tempo ou ao clima? Por quê?

 

2.        Ache na noticia um erro referente ao clima e justifique o equivoco.

 

Moradores relatam tremor de terra em bairros de Passo Fundo, RS

Fenômeno teria durado cerca de 20 minutos na manhã desta terça-feira.
Observatório Sismológico da UNB não registrou atividade na região.

 

Moradores de alguns bairros de Passo Fundo, no Norte do Rio Grande do Sul, diz que sentiram a terra tremer na manhã desta terça-feira (20). De acordo com especialistas, o fenômeno pode ter sido reflexo de um terremoto ou do movimento de placas tectônicas sobre a região.
A aposentada Nelita Zanatta mora no quarto andar de um prédio no centro da cidade. Ele conta que o tremor durou cerca de 20 minutos e chegou a balançar alguns objetos da casa. “Balançou as chaves penduradas na porta e as bolinhas do pinheirinho de natal”, diz ela.
No bairro Santa Maria, a situação também foi semelhante, conforme o relato de outra aposentada. “Tremeu vidro, porta-retratos e até os quadros da casa”, diz Ana Maria do Carmo Pereira. O tremor também foi sentido no bairro Boqueirão.
Segundo o Observatório Sismológico da Universidade de Brasília (UNB), o fenômeno pode ter sido um tremor de baixa magnitude com formação na região da Cordilheira dos Andes e com reflexos no Norte do estado. O órgão, no entanto, não registrou nenhuma atividade na região.
Já o professor da Universidade de Passo Fundo (UPF), Álvaro Becker da Rosa, diz que há duas possibilidades para o temor. “Pode ser um resquício de um tremor em outro país ou o movimento das placas tectônicas, já que Passo Fundo fica sobre essa região e elas se movem uma vez por ano”, explica o professor de Física.

 

Disponível em: http://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2012/11/moradores-relatam-tremor-de-terra-em-bairros-de-passo-fundo-rs.html> Publicado em: 20/11/2012 17h43 - Atualizado em 20/11/2012 17h54

A partir dos seus conhecimentos e interpretação, responda os seguintes desafios:

  1. Pode haver terremotos de grande intensidade no Brasil? Justifique sua reposta.
  1. Segundo a noticia onde teria iniciado o terremoto?
  1. Quais seriam as possibilidades que explicariam este tremor em Passo Fundo?