terça-feira, 3 de abril de 2012

Annan estabelece prazo para plano de paz na Síria

Síria concordou com data final de 10 de abril, diz porta-voz em Genebra. Ex-secretário-geral da ONU pediu apoio do Conselho de Segurança. O enviado internacional da ONU e da Liga Árabe à Síria, Kofi Annan, pediu nesta segunda-feira (2) o apoio do Conselho de Segurança das Nações Unidas para implementar o prazo até 10 de abril para que o regime de Bashar al-Assad implemente ao menos parcialmente o plano de paz sugerido por Annan. Antecipada por fontes diplomáticas da ONU no país, a informação foi depois confirmada pelo porta-voz de Annan, Ahmad Fawzi. Segundo ele, se o ex-secretário-geral da ONU verificar a retirada de tropas até a próxima quarta-feira (10), então tanto o governo quanto as forças da oposição terão 48 horas para cessar com as hostilidades. "Os sírios nos disseram que colocaram em prática um plano para retirar suas unidades militares das zonas populosas e arredores. Esse plano teve início ontem (domingo, 1º), no dia em que recebemos a notícia, e será completado até 10 de abril", disse Fawzi em Genebra, na Suíça, após a conversa entre Annan e membros do Conselho de Segurança. O plano inclui além do cessar-fogo completo até 48 horas depois do fim prazo, o fim da movimentação de tropas na direção de centros com grande concentração de civis, a retirada de artilharia pesada e o início da retirada das tropas. Annan também pediu que a ONU estude as condições para a realização de uma missão de observadores na Síria.

Destruição na cidade de Homs (Foto: Reuters//Zaman Al Wasel)